Repensando o Centro Histórico de Salvador: diálogos para o desenvolvimento sustentável

A Prefeitura de Salvador e a representação da Unesco no Brasil realizaram a primeira discussão do ciclo de debates “Pensar a Cidade: Reflexões para o Distrito Cultural do Centro Histórico e Comércio de Salvador”.

O encontro teve como objetivo discutir melhorias para o Centro Histórico da cidade, reconhecido pela Unesco como Patrimônio Mundial, contando com a participação de especialistas e representantes da sociedade civil organizada.

Durante o evento, foram abordados temas como desenvolvimento sustentável, planejamento estratégico, ações de zeladoria, ordenamento e infraestrutura da região.

Pedro Baganha, responsável pelas áreas de Urbanismo, Espaço Público e Habitação de Porto, em Portugal, compartilhou a experiência da cidade portuguesa, que também possui um Centro Histórico reconhecido pela Unesco.

Ele ressaltou os desafios enfrentados e os resultados positivos alcançados ao longo dos anos.

A discussão também contou com a participação de representantes da Universidade Federal da Bahia, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e da coordenadora de cultura da Unesco no Brasil.

A importância de Salvador para a Unesco foi destacada, assim como as ações em andamento, como a declaração do Centro Antigo como sítio do Patrimônio Mundial em 1985 e a integração da cidade à rede de cidades criativas da Unesco na categoria Música em 2015.

O ciclo de debates continuará com mais três encontros ao longo do mês de julho, abordando temas como reabilitação urbana, habitação em áreas centrais, dimensão social e vulnerabilidades em áreas centrais, e cidades e cultura.

Além disso, uma oficina de trabalho será realizada para discutir os encaminhamentos futuros do projeto.

Deixe um comentário