Lei Seca em Salvador: uma década de conscientização e redução de acidentes

1636
Foto de Roger Victorino na Unsplash
Publicidade

A Lei Seca, em vigor no Brasil há 15 anos, tem mostrado resultados positivos em Salvador. Mais de 90% dos testes de bafômetro realizados pelos agentes de trânsito têm resultado negativo nos últimos cinco anos.

A Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) realizou mais de meio milhão de abordagens desde 2008 para verificar o uso de álcool na direção.

O índice de autuações caiu de 11% em 2013 para 9% em 2022, devido à intensificação da fiscalização.

Essa conscientização dos condutores também refletiu na redução do número de mortes e acidentes de trânsito.

Nos últimos dez anos, as fatalidades diminuíram em cerca de 56%, passando de 247 em 2012 para 109 em 2022, enquanto a quantidade de acidentes reduziu em 57%, de 6.827 em 2012 para 2.946 no ano passado.

A Transalvador tem trabalhado intensivamente na fiscalização, educação e comunicação para promover essa mudança de comportamento.

Embora os resultados sejam positivos, a autarquia continua realizando abordagens diariamente, com equipamentos tecnológicos e agentes capacitados, conscientizando a população sobre os riscos de dirigir após consumir bebidas alcoólicas.

A operação de fiscalização foi batizada de “Operação Respeite a Vida: Na direção, zero álcool” para enfatizar a importância de evitar o consumo de álcool para prevenir acidentes de trânsito.

Dirigir sob a influência de álcool é uma infração gravíssima prevista no Código de Trânsito Brasileiro, sujeita a multa, pontos na CNH, retenção do veículo e recolhimento da habilitação.

Estudos mostram que entre 35% e 50% dos acidentes no mundo envolvem condutores alcoolizados, e a gravidade dos acidentes aumenta durante a noite e a madrugada, quando o consumo de álcool é mais comum.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui