Parque Social exalta mulheres inspiradoras de Salvador em evento

102
Publicidade

Com o propósito de destacar e celebrar mulheres cujas jornadas têm gerado impactos positivos tanto na vida de outras mulheres quanto na sociedade em geral, foi realizado na terça-feira (26) o evento Mulheres de Impacto. Promovida pelo Parque Social em parceria com a Prefeitura, a segunda edição do evento trouxe para o diálogo, realizado no auditório da instituição, no Parque da Cidade (Itaigara), cinco mulheres notórias com diferentes campos de atuação.

Participaram da roda de conversa a professora de boxe para mulheres cis e público LGBTQIAPN+, Aline Silva; a gestora da Escola Comunitária Criança Esperança em Santo Inácio, Elizabete Mendonça; a secretária municipal de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda (Semdec), Mila Paes; a coordenadora e produtora artística do Afoxé Filhas de Gandhi, Silvana Magda; e a presidente da Associação Baiana dos Deficientes Físicos (Abadef), Silvanete Brandão. O evento teve mediação da jornalista Andréa Silva.

Durante a palestra, Silvana Magda reforçou a importância de combater o etarismo e das mulheres se manterem ativas e realizadoras em todas as fases da vida. “Um evento desse proporciona que as mulheres possam se conhecer melhor e buscar por grupos de apoio. É importante que, através desses eventos, elas possam se integrar. A atividade não é só para jovens, mas também para mulheres acima de 50 anos que já têm firmeza na vida, objetivo definido, e aqui vão ter novas ideias para se adaptarem à nova era”, contou.

A titular da Semdec destacou que eventos como esse tem como principal objetivo inspirar outras mulheres a fim de promover mudanças significativas no mundo. ”É sempre importante celebrar as mulheres que se destacam, cada uma no seu universo de atuação. Acho que momentos como esses, que reúnem mulheres tão fortes, com histórias de vida tão diferentes e, ao mesmo tempo, parecidas, são relevantes para mostrar a outras mulheres até onde a gente pode chegar”, afirmou Mila Paes.

A assistente social Reginalda Sousa dos Reis, 46 anos, é coordenadora de uma das unidades do projeto Convivendo e Aprendendo do Parque Social, que atende 850 pessoas entre crianças, jovens e idosos com atividades socioeducativas e culturais em cinco bairros populosos de Salvador. Ela esteve no evento para absorver novos conhecimentos e também para acompanhar mulheres assistidas pelo projeto nesse momento de troca de experiências.

Reginalda acredita que é importante mostrar para o público feminino que nunca é tarde para mudar a rota, desenvolver novas habilidades ou sonhos e despertar novos interesses na vida. “É um momento de partilha e trouxe algumas beneficiárias porque é importante conhecer a história das mulheres convidadas e o impacto das suas histórias, além de ser uma forma de motivar outras mulheres, fortalecê-las, falar de questões de gênero e construir novos caminhos”, detalhou.

Reportagem: Joice Pinho/Secom PMS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui